segunda-feira, 31 de março de 2008

Enterraram o Cristo

Para quem tem o Virtual Earth instalado, procure pelo Cristo Redentor. Não achou? Aaaaahhh, procure aqui. Bizonho...

Marcadores:

Meta-idéia!

Rolou idéia para um próximo filme! Na verdade, será um meta-filme... aguarde!

Marcadores: ,

Quem é trash faz ao vivo

Folheto que acabei de ver:

"Mostra Internacional de Instrumentos Medievais de Tortura"

No rodapé:

"Apoio: Ministério da Justiça - Departamento dos Direitos Humanos"

Deve ser do mesmo pessoal que criou o porrete "Direitos Humanos"!

Marcadores:

sexta-feira, 28 de março de 2008

Elocubracoes em uma Tese - I - Plasmas (revisitado)

(Este post estava no meu Multiply, estou postando novamente para dar continuidade)

Plasma é o estado da matéria que ocorre no interior do Sol e demais estrelas; que consiste numa "sopa" de elétrons livres e íons. A matéria sujeita ao estado de plasma atinge temperaturas tão altas que seus átomos começam a perder elétrons e estes se tornam livres.

A palavra plasma vem da medicina onde é utilizada para apontar perturbação ou estado não distinguível. O termo plasma na física, foi utilizado pela primeira vez pelo físico americano, Irving Langmuir no ano de 1928, quando estudava descargas elétricas em gases.

Algumas propriedades:

  • Ele é eletricamente neutro, a neutralidade está garantida, pelo equilíbrio das partículas componentes do plasma, resumidamente seu número de neutrons, prótons e elétrons é igual.
  • O plasma é ótimo condutor elétrico, uma vez que possui grande quantidade de elétrons livres.
  • O plasma também apresenta-se como ótimo condutor de calor.
  • O plasma é fonte de ondas eletromagnéticas. Estando o plasma sujeito a um campo magnético, este induz um campo elétrico e vice-versa. Nota-se que, no caso do sol, o campo eletromagnético é tão intenso que influencia dispositivos sensíveis a estes campos, como satélites de comunicações por exemplo e também origina fenômenos interessantes como a aurora boreal.

Descrição matemática:

Plasmas podem ser descritos em diversos níveis de detalhamento. Entretanto o plasma em si é descrito, se campos eletromagnéticos estiverem presentes, através das equações de Maxwell. O acoplamento da descrição do fluido condutor aos campos eletromagnéticos é conhecido genericamente como magnetohidrodinâmica, ou simplesmente MHD.

Fonte: Wikipédia.

Marcadores: , ,

quinta-feira, 27 de março de 2008

A saga do Palm

Já acompanho esta onda de computador de bolso a um certo tempo, e sempre com Palm (desde a época da USRobotics).

O que já passou na minha mão:


Pilot 5000


Palm V


Sony Clié TJ27


Lifedrive


Tungsten C (atual)

Marcadores: ,

terça-feira, 25 de março de 2008

Kit tese

Para escrever sua tese: MikTeX (Se estiver no Windows), LyX, abnTeX e JabRef.

Marcadores: ,

segunda-feira, 24 de março de 2008

Pelo contorno

Atualmente estudando método de elementos de contorno para a tese. Tinha começado a ver os elementos finitos, mas para o meu problema ficaria inviável. O BEM (boundary element method) necessita especificar somente o "contorno", sem se preocupar em discretizar o interior.

Marcadores: , , ,

segunda-feira, 17 de março de 2008

"A number just for me"

Música do Iced Earth, "Damien", parte integrante do album Horror Show.

”Mundi Universitas Flammescorri Mi Immigreavi"

So the beast resides in me
Deep down I always knew
I never really did fit in
So diverse from all of you
Let him who comprehends
Know the number of the beast
It's a number of a man
A number just for me

As the boy becomes a man
Father's minions pave the way
Set in motion now, Armageddon,
Final conflict, end of days

I embrace the hounds of hell
And the power they oblige
For the task that lies ahead
The Nazarene I'll crucify
They'll see the raptures of our kingdom
They'll see the truth to mankind
I'll show what hell truly is
The monotony of their lives

When the Jews return to Zion
And a comet fills the sky
The Holy Roman Empire rises
And you and I must die
From the eternal sea he rises
Creating armies on either shore
Turning man against his brother
Till man exists no more

Nazarene, what can you offer?
Since the hour you vomited forth from the gaping womb of a woman
you have done nothing but drown men's soaring desires
in a delusion of sick sanctimonious immorality
I was conceived of a jackal
your pain on the cross was but a splinter,
compared to the agony of my father
I will drive deeper the thorns into your rancid carcass
you're a profaner of Isis
Cursed Nazarene, I will avenge thy torment

Now Disciples of the Watch
See your Prince of Darkness rise
Through famine and destruction
The Four Horsemen at my side
I demand a victory, I demand a sacrifice
Or spend all eternity
In the flaccid gut of Christ!

Marcadores: , ,

quinta-feira, 13 de março de 2008

Rises again!

Música do Misfits, inspirada no filme Dr. Phibes Rises Again:

Years ago they took from me
The only thing I ever loved
For I've returned, hear me say
There's nowhere to run

Vengeance is mine, snap of your spine
Tracking, the wolf's at your throat

Succulently, the beast so silent feeding
Into Hell you go speeding
Your life's at stake
The abominable Dr. Phibes rises again
By the moon crypt doors open
Every last bone was broken
Murder without a clue
For Dr. Phibes rises again

Oh, my wife again you'll live
The gift of life be mine to give
First there's things that I must do
Make them pay for killing you

My patients, my prey, all flesh torn away
Nurse scalpel please, skinned to the bone
Killed on the phone, what a shame, no one home

Succulently, the beast so silent feeding
Into Hell you go speeding
Your life's he takes
The abominable Dr. Phibes rises again
By the moon crypt doors open
Killed before one word's spoken
Murder without a clue
For Dr. Phibes rises again

Ancient Egyptian river
Once upon life will give her
And there we'll ride, oh
Anton Phibes, oh rises again, rises again

Down, down the river of life
No more pain, no more strife
And we can be together again, yeah

Oh, to be, oh forever to be
Oh, oh, it is my dream
It is our destiny

The beast so savage feeding
From his brow sweat is beading
Make no mistake
For Dr. Phibes rises again
All of the lives I've taken
For you my heart was breakin'
No one survives when
Dr. Phibes rises again
As we sit on the river
Breath of life make me shiver
Open your eyes my dear
Rise from the grave
Now that my task's completed
For I have death defeated
Gone without a trace
Anton Phibes, oh rises again, rises again

Marcadores: , , ,

terça-feira, 11 de março de 2008

Testando...

Apanhando sobre a melhor forma de fazer teste de unidade em C++: CppUnit ou Boost::test?

Ambos possuem uma documentação árida, e o g++ não tava compilando. Mas parece que vai emplacar o do Boost: a porra não andava pois o #include tava errado. Em vez de
#include<boost/test/unit_test.hpp>


Deveria ser
#include<boost/test/included/unit_test.hpp>


A propósito, o Vim é siniiiiistro... mesmo quem já conhece, pode sempre descobrir alguma função macabra, como neste site, e ainda neste cheat sheet.

Marcadores: , ,

segunda-feira, 10 de março de 2008

Questão: existe vida inteligente...

... neste site? http://br.answers.yahoo.com/

Confesso que acessei algumas vezes. De cara, dúvidas cruciais sobre "quem vai pro paredão." Passo batido para a área de engenharia (passando pela de programação). De lá, diversas questões sobre como resolver o seu exercício de faculdade, quando não é pra pedir serial, ou ainda questões deslocadas, fora da sua área...

E ainda, como o sistema pontua quem responde as perguntas, só não vê se estão certas, a quantidade de mensagens só com "não sei" é irritante. Existe um botão de "denunciar", mas seria melhor uma metralhadora para dar conta disto tudo.

Marcadores: ,